O treinamento funcional e seus benefícios para crianças

funcional-kids-2-google

Nos dias de hoje onde a tecnologia é cada vez mais crescente, (televisão, computadores, redes sociais, vídeo games, etc…) é notório como nossas crianças não precisam se esforçar fisicamente com nada. Devido a violência urbana, as crianças ficam dentro de casa com atividades que não as estimulam fazer atividades físicas, como correr, jogar bola, brincar de pique etc., levando-as a passarem horas paradas enfrente a uma tv ou outro equipamento eletrônico e quase sempre com um pacote de biscoito ou um sanduíche regados a refrigerantes. Isto é um fator preocupante para o desenvolvimento da obesidade infantil. Atualmente, cerca de 15% das crianças e 8% dos adolescentes são obesos. (Fonte: http://www.fiocruz.com.br)
Até nas escolas os professores fazem de tudo para que suas aulas sejam mais atrativas para elas, porém, o que vemos, infelizmente, são jovens desmotivados e com maus hábitos de vida, por vezes reflexo dos seus pais, muitas vezes sedentários.
Atualmente diversas doenças crônicas, tais como diabetes e osteoporose, que eram comuns apenas em adultos e idosos, estão a cada dia mais freqüentes em crianças e podem ser evitadas com estratégias saudáveis e exercícios físicos (DANEMAN et al., 2009; MAGGIO et al., 2012; ARAB AMERI et al., 2012). É fato que o sobrepeso e obesidade são os grandes responsáveis pelo aparecimento de tais doenças, tanto por suas características inflamatórias, como também por sua relação com a falta de exercícios físicos adequados e má alimentação. Há relatos de que quanto maior a exposição à TV e computador, maior o risco para o ganho de peso, e isso se dá não apenas pela falta de exercícios, mas, principalmente, pela influência para o consumo de alimentos não saudáveis (KYRIAZIS et al., 2012). Além disso, é importante buscar outros determinantes para a motivação aos bons hábitos, facilitando o combate à falta de exercício e má alimentação, assim como causas de estresse excessivo, seja ele físico ou emocional (NIEMAN e LEBLANC, 2012). É importante ressaltar que esses determinantes relacionados a exercícios e dieta parecem não ser influenciados por fatores de acessibilidade, visto que crianças pobres exercitam-se melhor que crianças de classe média e alta (VOSS et al., 2008).

Podemos utilizar o treinamento funcional como uma forte estratégia para combater esse grande mal, que é uma realidade nos dias atuais, além de ser uma atividade lúdica, proporciona melhora na motricidade e suas valências como lateralidade, coordenação motora, equilíbrio, etc.

O principal objetivo é conscientizar a criança do movimento humano. Elas sabem correr, agachar, saltar, rastejar, fazem isso com freqüência, mas não têm consciência ao fazer. Assim, vão criar hábitos saudáveis e gosto pela atividade física.

Com jogos simples podemos realizar essas atividades e iniciar novos hábitos de vida saudável mesclando movimentos do treinamento funcional e diversão, para animar e ajudar a desenvolver a turminha. Por exemplo: criar situações com dois pontos, um verde e outro amarelo e estimular a criança para quando falar o nome da cor ela tenha que correr, tocar o ponto e voltar. Vale falar outra cor como vermelho, e ela tem que correr de frente e voltar de costas.
É possível propor uma conta e, se o resultado dela for par, a criança corre de frente para o ponto colorido. Se o orientador da brincadeira bater uma palma, ela salta para frente; com duas palmas ela pula para trás.

O profissional de educação física que atua com crianças e adolescentes, deve estar atento a várias ciências, dentre elas, principalmente, a fisiologia, a bioquímica, a psicologia e a didática, que devem ser utilizadas de forma integrada, pois o treinamento funcional desse grupo é complexo, uma vez que mantê-lo motivado torna o treinamento ainda mais difícil, tendo estreita relação com a forma com que o profissional irá conduzi-lo. Utilizar atividades lúdicas como meio de buscar exercícios pré-desportivos, treinamento com característica intervalada e com duração de curtos períodos de tempo são possibilidades de opções para este grupo, que tem tendência a ser disperso.

Fonte: Liga da Saúde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s